quinta-feira, 27 de abril de 2017

Turistando em Paris na Maison Victor Hugo

Olá viajante! Vamos turistar em Paris? Você já deve ter percebido que o Turistando no Mundo tem um caso sério de amor com a Cidade Luz. Hoje vamos falar sobre a Maison Victor Hugo, um museu dedicado a vida desse fabuloso escritor francês dramaturgo de renome mundial. 




Victor Hugo nasceu em Besançon na França em 26 de fevereiro de 1802. Além de ser considerado o maior escritor romântico francês de todos os tempos, foi político, poeta e dramaturgo. Por aqui é impossível não falar de romance sem mencionar Victor Hugo! Suas duas grandes obras mais conhecidas são: o Corcunda de Notre Dame e Les Misérables. Essa última em questão levou 17 anos para ser concluída. 



A Maison Victor Hugo está localizada na Place des Vosges, uma das praças mais lindas do mundo. Detalhe: ela é a praça mais antiga de Paris. Você perceberá que ao redor dela estão 36 construções do séc. XVIII, todas intactas há mais de 400 anos. 





Em 1832, Victor Hugo alugou o apartamento 6 da Place des Vosges para ele e sua família. Na época o escritor tinha apenas 30 anos. Foi aqui que durante 16 anos, Victor Hugo morou escrevendo seus melhores trabalhos. Na época o apartamento 6 da Place des Vosges fazia parte do segundo andar do Hôtel de Rohan-Guéménée. 




Quando Victor Hugo entrou em exílio, seus pertences foram a leilão e alguns infelizmente destruídos. Para nossa sorte, seu bom e devoto amigo Paul Meurice comprou alguns móveis, fotografias e textos. Para homenagear 100 anos de nascimento de Victor Hugo, a Maison foi criada e recebeu uma grande doação dos descendentes de Paul Meurice. Atualmente a Maison Victor Hugo é um museu administrado pelo governo de Paris.



"Victor Hugo era um homem à frente de seu tempo".


Por aqui parece tudo idêntico aos velhos tempos de Victor Hugo: decoração da época, mobílias, peças, exposições. 


Na Antecâmara temos uma atmosfera familiar da vida de Victor Hugo da sua infância até sua juventude. Nas paredes você encontra retratos de sua esposa Adèle Hugo, seus familiares, amigos e até alunos.






Na Red Lounge, o espaço é dedicado a literatura, arte e política em volta do Movimento Romântico. Muitos visitantes já participaram desse salão como Théophile Gautier, Lamartine, Dumas, Mérimée, David d'Angers, entre outros. 






Na Sala de Visita Chinês fica diversos pratos e cadeiras espalhados. Foi originalmente o quarto de Victor Hugo em Guernsey na casa de sua amante Juliette Drouet. Os grandes destaques são os detalhes dos painéis! 





Para quem gosta de estilo medieval, a Sala de Jantar Medieval é imperdível! Os móveis góticos dessa sala são de Hauteville House e Hauteville Fairy. Conforme seu desejo decorativo, Victor Hugo mandava seus carpinteiros em Guernsey montar e desmontar portas. Sendo assim várias portas se tornaram mesas, várias caixas se tornaram mesas e várias pernas de mesas se tornaram colunas. 










Quando Victor Hugo voltou de seu exílio, esta sala foi seu lugar de apresentar suas obras pós exílio. Aqui estão os retratos de Léon Bonnat, de seus netos Georges e Jeanne e a obra de Bastien Lepage mostrando Juliette Drouet. 





O busto de Rodin é uma representação da imortalidade de Victor Hugo:


O Quarto Vermelho é o último quarto da exposição. A decoração é original de seu outro apartamento em Paris. Sua mesa era bastante alta para que o escritor pudesse escrever em pé. 





Se você gosta de arte e história certamente é uma atração imperdível! Nós adoramos conhecer a Maison Victor Hugo. Valeu a pena!



Para visitar a casa o ingresso é gratuito. Somente quando há exposições temporárias que é cobrado o valor entre  5 a 7 euros por ingresso. 


Horário de funcionamento: de terça a domingo das 10h às 18h sendo que a última entrada é às 17h40. Se você estiver com malas, mochilas e bolsas deixe-as no guarda volume.

Endereço: 6 Place des Vosges – Paris.
Metrô mais próximo:  Saint-Paul (Linha 1) - Chemin Vert (Linha 8).

20 comentários:

  1. Que delícia de post! Muito completo, super ilustrado. Me senti visitando o museu junto com vocês. Linda a quantidade de história que encontramos em Paris.

    ResponderExcluir
  2. Adorei os detalhes da decoração. Dica mais do que anotada para uma próxima vez em Paris.

    ResponderExcluir
  3. Paris; suas surpresas e os mil detalhes que fazem a gente ir ou querer voltar para lá. A Place des Vosges já é especial por si só e com esta atração (que eu não conhecia!) ali faz valer, com certeza, uma nova visita. Adorei!

    ResponderExcluir
  4. Que bacana, já fomos duas vezes a Paris, mas não conheço a Place des Voges, que parece ser linda. Adoro essas casas-museus, que acabam transmitindo um pouco do que é a alma do escritor/artista!

    ResponderExcluir
  5. Paris é incrível, ainda não conhecemos o Maison Victor Hugo, mas consegui viajar pra lá com este post lindo. Valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  6. Casas-museu são sempre uma mistura de historia com o personagem. Vale muito a pena e essa parece ser linda :)

    ResponderExcluir
  7. adorei a exposição da louça, deve ter detalhes incríveis! só achei meio uó esse papel de parede e cortina da mesma cor, maaas era a moda da época ne hauehae

    ResponderExcluir
  8. Um dos lugares de Paris que preciso (re)visitar :) Sem dúvida, imperdível nessa bela cidade. Belo post!

    ResponderExcluir
  9. Adoro esse tipo de museu de um artista só, acho tão mais fácil de entender toda a trajetória e me colocar na época em que tudo aconteceu.
    Adorei seu relato e muito bom saber que a entrada é gratuita :)
    bjos

    ResponderExcluir
  10. Corcunda de Notre Dame é o meu favorito dele. <3
    Adorei a matéria, já estava com esse museu na minha lista de lugares pra ir quando chegar por lá, agora então.... \o/

    ResponderExcluir
  11. Eu amo uma casa museu que contextualiza uma época e consequentemente seu dono, fazendo com que entendamos um pouco melhor sua obra, seja ele pintor, escritor, musico, escultor ou até mesmo uma família comum, o que significa, em resumo, que eu amei as informações que você nos apresenta nesse texto! Inclusive já favoritei para não correr o risco de esquecer quando visitar Paris. :)

    ResponderExcluir
  12. Olá, adorei essa dica para visitar a Maison Victor. Com certeza vai entrar no nosso roteiro em Paris. E difícil não gostar das obras de Victor Hugo, Corcunda de Notre Dame e Les Miserales. Bjs, Ju.

    ResponderExcluir
  13. Paris merece sempre ser visitado, não conheço esse museu ainda , mas já valeu o toque! Abraços

    ResponderExcluir
  14. Apesar de ser escritor, ele gostava bastante de decoração né, achei impressionante os detalhes dos móveis que ele solicitou os carpinteiros fazerem. Que belo post! Gostei bastante! Parabéns!

    ResponderExcluir
  15. Já temos uma desculpa para voltar a Paris o mais rápido possível, já que em visitas anteriores não tivemos oportunidade de conhecer o Maison Victor Hugo. Valeu pela dica.

    ResponderExcluir
  16. Olá! Na minha viagem a Paris não tive tempo para explorar a casa do Vitor Hugo, mas como gosto do escritor, um dia pode ser que faça essa visita. Obrigado pela informação.

    ResponderExcluir
  17. Estive em Paris, passei em frente ao museu e não entrei ... não sei porq.
    Creio que fiquei admirada com a Place les Voges, rsrs

    Gostei da história.

    Obg por compartilhar!

    ResponderExcluir
  18. Que lindo esse museu. A mobília, a decoração... E a melhor notícia é que é gratuito! :)
    A praça onde ele fica é espetacular. Muita história nesse lugar. E o post está excelente.

    ResponderExcluir
  19. Que lindo passeio! Não visitei quando estivemos lá, mas adorei o post, super completo e com fotos lindas.

    Clau

    ResponderExcluir
  20. O que não é incrível por lá? Ainda estou a descobrir... adorei

    ResponderExcluir