sábado, 5 de novembro de 2016

Visita a Veuve Clicquot em Reims | Turistando no Mundo

O post de hoje é especialmente para os amantes de um legítimo champagne! Turistando em Reims, a capital do Champagne, se torna quase impossível não visitar ao menos uma das várias caves de champagne. Dentre tantas marcas famosas, nós decidimos ir pela nossa champagne preferida: a Veuve Clicquot. 




Se você quiser visitar a Veuve Clicquot em Reims a primeira coisa que precisa fazer é RESERVAR sua vaga. Você pode entrar em contato por telefone (fazendo uma ligação bem "baratinha" internacional #sqn ou por email). Sim, gente! É necessário fazer reserva, porque as vagas se esgotam muito rápido (principalmente no verão). Nós reservamos a nossa antes de chegarmos a Reims, tudo por email! Eles respondem em inglês e francês, tudo ocorreu sem problema algum. :)


Qual passeio escolher? Olha, você pode escolher a visitação na Veuve Clicquot com degustação ou sem degustação. Com degustação custa
25 euros e sem degustação custa 20 euros! Nós, logicamente escolhemos com degustação (ainda mais por ter edição da "La Grande Dame" para degustar).


Ao chegarmos a Veuve Clicquot, formos muito bem recebidas! Eles são extremamente gentis e educados. Para quem não fala muito bem francês ou não fala nada, não precisa se preocupar pois lá eles falam inglês sem problema algum. (Digo isso pelos boatos que franceses odeiam falar em inglês! Não são todos gente, calma! rs)






Formos convidadas a conhecer a loja e os produtos da Veuve Clicquot. Geeeeeeeeeeeeentee!! O que que é aquilo hein? É um paraíso para os amantes da marca laranja. Juro que dá vontade de levar tudo na mala. hahaha! Tem milhares de produtos da marca e garrafas de edições limitadas. 














Nosso tour foi "On the Footsteps of Madame Clicquot", que pontualmente começou às 15h e com um grupo de 10 pessoas (lembrando que o máximo é de 15 pessoas no grupo) e uma guia falando inglês. Conhecemos mais sobre a história da Veuve Clicquot! Vocês sabiam que quem ergueu toda essa majestosa empresa foi uma mulher? Sim! Uma mulher se destacou entre tantos homens, conhecida como Barbe-Nicole Clicquot Ponsardin, a Madame Clicquot ou Viúva Clicquot Ponsardin. A rainha não coroada de Reims, se casou-se aos 21 anos com François Clicquot, porém seis anos depois seu marido faleceu fazendo sua viúva assumir a vinícola da família Clicquot. *Nessa época somente as viúvas poderiam ir atrás do seu próprio dinheiro.  Com ajuda financeira de seu pai (rico fabricante de têxteis, político e ex prefeito de Reims) a Madame Clicquot tomou conta dos negócios da família e fez história. 


Depois de ouvir tantas histórias sobre a pioneira do champagne, formos as caves da Veuve Clicquot onde lá aprendemos sobre o processo da criação do Champagne Veuve Clicquot e o como a Barbe-Nicole fez a diferença! 







A viúva Clicquot com suas habilidades e visão desenvolveu uma técnica para produzir o champagne, chamada “riddling rack” que é deixar a garrafa na vertical com a cabeça para baixo, removendo assim os resíduos que deixavam o vinho escuro, tornando uma cor bem clara que os demais vinhos espumantes. Diminuindo tempo e gastos também! Se tornando assim, a pioneira no séc. XIX! Antigamente o champagne não tinha essas borbulhas que se tem hoje, foi uma conquista da Madame Clicquot que fez com que todos quisessem as espumas de champagne a “la veuve” em suas taças. Por muito tempo essas técnicas foi mantido em segredo! Graças a essa mulher vinho virou para todos uma bebida de luxo! Com amigos influentes como Napoleão e Josephine, a Veuve Clicquot cresceu dois anos após. 




Foi uma aula e tanto aprender tudo isso. Após as caves, formos para a degustação entre dois rótulos famosos: o Veuve Clicquot Brut e a La Madame Clicquot (uma homenagem a Madame Clicquot). 




A famosa Viúva Clicquot responsável por todo esse sucesso faleceu em 1866, com 89 anos. Tendo sua imagem em todas as rolhas dos champagnes da veuve clicquot como um símbolo para segurar aos compradores que era um legítimo produto da Maison Veuve Clicquot Ponsardin. A ousadia dessa mulher marcou a história e nós agradecemos a brilhante idéia do champagne ter essa cor e essas belas borbulhas, não é viajantes? hhaha! 




Para nossa felicidade o rótulo laranja está espalhado no mundo inteiro.

E você, ficou com vontade? Curtiu? Compartilhe com seus amigos!

Algumas informações importantes:

*Não é permitido fotos com flashs e nem fazer gravações!
*As visitas acontecem de segunda a sábado entre 10h às 18h.
*No inverno de dez a março de segunda a sexta.
*Valor: 25 euros com degustação, 20 euros sem degustação.
*Grupo com o máximo de 15 pessoas.


Veuve Clicquot
1, place des Droits de l'Homme
E-mail: visitscenter@veuve-clicquot.fr


18 comentários:

  1. Nossa fiquei com muita vontade. Particularmente acho que na primavera/verão esse passeio deve ser muito mais interessante. Tanto pelas paisagens quanto pelo fato de que tomar champanhe no calor é uma delicia

    Bjs
    Dani Bispo

    ResponderExcluir
  2. Que legal ainda não conheço mas pelas suas informações vale a pena conhecer! Amo champanhe e quero visitar esse lugar!

    ResponderExcluir
  3. Esse passeio deve ter sido uma delicia!! O lugar é lindo... e degustar champagne assim da fábrica deve ser sensacional!

    ResponderExcluir
  4. Parace ser realmente muito interessante para quem gosta de beber! Como meu marido e eu não bebemos, fico sempre com a impressão de que não iremos gostar deste tipo de tour. Abs!

    ResponderExcluir
  5. Jesus, que post delícia! Adoro champagne e um passeio desse é demais. Dica anotadíssima. Cheers!

    ResponderExcluir
  6. Por morar na França, já fui algumas vezes em Reims, e visitar as caves da Veuve Clicquot fez parte em muitas das minhas visitas na cidade. O seu post ficou ótimo.. está completíssimo! Beijos =)

    ResponderExcluir
  7. Que passeio maravilhoso! Adorei! Deu até vontade de tomar um bom champagne. :)

    ResponderExcluir
  8. Que delícia! Eu já adoro as visitas às vinícolas... imagina a visita + degustação de champagne :) E nesse lugar LINDO!

    ResponderExcluir
  9. Muito show a explicação! Mas preciso de uma ajuda: estou tentando reservar pelo formulário do site da Veuve Clicquot, mas já passou uma semana e não tive retorno. Você sabe me informar algum email deles para eu entrar em contato e reservar? Obrigado!

    ResponderExcluir
  10. Admito que não sou uma grande apreciadora de bebidas, nem por isso sou menos curiosa quanto a sua história e fabricação. Provavelmente seu post vai ser meu guia quando chegar a hora de conhecer mais sobre o Champagne! ;)

    ResponderExcluir
  11. Também temos uma grande senhora na história do vinho português, mais propriamente na história do vinho do Porto, D. Antónia Adelaide Ferreira, mais conhecida como Ferreirinha. Como a madame Clicquot, inovou e venceu num mundo de homens. As duas são inspiradoras.
    Gostei muito do post.
    Abraço
    Ruthia

    ResponderExcluir
  12. Nossa, lugar lindo demais! Vontade de conhecer tanto pelo lugar quanto pela degustação de champagne! rsrs. Legal saber que foi a Madame Clicquot que ergueu tudo isso! Gostei bastante do post! Obrigado!

    ResponderExcluir
  13. Que fotos lindas, que lugar maravilhoso. Adorei o post. Parabéns.

    ResponderExcluir
  14. É de um tour desses que eu estava precisando pra amanhã mesmo! Que delícia! E quanta história bacana no meio de tudo isso! Essa Sra. Clicquot já tem meu apreço...rs... Passeio lindo! Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Ainda não conheço!! Dica anotada!! =) Adorei

    ResponderExcluir
  16. Muito interessante a visita guiada e a história da marca!
    Quero muito visitar e degustar! <3

    ResponderExcluir
  17. As mulheres mostrando seu poder já naquela época, que história surpreendente, achei muito interessante a técnica riddling rack que ela desenvolveu. Ótimo post com maravilhosas dicas. Obrigado por compartilhar.

    ResponderExcluir
  18. Confesso que não sou admirador de champanhe, mas gostei muito da descrição... e as fotos estão fabulosas!!! Parabéns!

    ResponderExcluir