segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Destino: Reims, a capital do Champagne | O que fazer em Reims

Olá, viajantes! O Turistando no Mundo tem como destino Reims: a Capital do Champagne. Uma cidade mundialmente famosa por ser referencia no Champagne e ter sido durante séculos, o local onde se coroavam os antigos reis da França. 


Primeiro: Como ir de Paris à Reims? Bem, a viagem de Paris a Reims é bem curta fazendo o trajeto de trem bala, podendo assim ser visitada num único dia, um "bate e volta" .
TGV é a empresa de trem de alta velocidade (trem bala) da França que faz esse trajeto Paris à Reims, a viagem dura em torno de 45 minutos. Vale mencionar que a estação de Reims é toda moderninha, sendo uma das primeiras estações importantes da nova linha do TGV.



Os trens de Paris para Reims saem pela estação Gare de L’Este. Se você quer fazer tudo em um dia, o melhor horário é sair de Paris pela manhã e voltar no final da tarde. Dá tempo de curtir bastante Reims! A passagem de trem custa aproximadamente 30 euros cada trecho, mas comprando com antecedência (30 a 90 dias) pode sair por até 15 euros.



Reims é a cidade mais importante da região de Champagne na França. Grande parte da sua riqueza vem do turismo e da indústria do champagne, conhecido antigamente como "o vinho dos reis e rainhas".  


Considerada uma das cidades mais nobres da França, a "cidade dos reis" durantes 10 séculos coroou os reis e rainhas franceses. Apesar de toda beleza de Reims é preciso mencionar que durante as guerras mundiais a cidade sofreu muito por sua localização (leste da França e bem mais próxima a Alemanha) sempre ter sido atingida. Na segunda guerra mundial, Reims ficou totalmente desfigurada, tendo ficado em pé somente a Catedral Notre Dame e o Palácio de Tau. Apesar disso, Reims teve um marco muito importante na Segunda Guerra Mundial, pois em 1945, no final da guerra os alemães assinaram aqui a sua rendição, selando o fim da Segunda Guerra Mundial


Turistando em Reims, descobrimos uma cidade além de caves e champagne, uma cidade francesa com vestígios romanos cheia de ruazinhas medievais com histórias e relíquias, ao mesmo tempo com uma modernidade e tranquilidade. 


Começamos nosso "turistando" na Place du Parvis, uma praça central que fica bem à frente a Catedral Notre Dame. Essa gigantesca construção medieval, começou a ser erguida no séc. XIII substituindo uma antiga igreja incendiada. Na idade média era considerada a Igreja Mãe do Reino.


Durante séculos os reis da França foram coroados aqui nessa catedral. A majestosa joia gótica francesa é classificada como Patrimônio Mundial pela Unesco



Um destaque entre os anjos na fachada da Catedral é o chamado "Anjo Risonho". Dá para ver a animação dele e o gesto da mão sugere que ele estivesse comemorando algo! Há muitas especulações e lendas em cima desse anjo. E você, curtiu o anjo sorridente ? 


No interior da catedral, toda a arquitetura é fantástica. Os vitrais são belíssimos! Alguns, inclusive, foram presentes do governo alemão como gesto de paz e amizade entre as nações depois dos bombardeios em guerra. Leia mais sobre a Catedral Notre Dame!






Andando nas ruas laterais ao lado da Catedral Notre Dame tem vários outros pontos turísticos. Tudo é muito perto e dá pra fazer andando! Um dos tesouros da cidade é o Palais du Tau. Construído por Luiz XIV, o local era a residência dos reis da França durante suas coroações, era aqui onde os reis e membros da corte realizavam as altas cerimônias, festas e os incontáveis de banquetes reais.


Nos tempos atuais, o Palais du Tau é o Museu Eclesiástico que conta com um acervo histórico de esculturas, relicários e peças importantes que pertenciam aos reis, bispos e papas franceses. Entre todas essas relíquias, se destaca o talismã de Carlos Magno e as salas góticas do séc. XIII. O ingresso custa 7,50 euros. Aberto todos os dias das 09:30 às 18h.


Bem próximo fica a Bibliotheque Carnegie. Uma linda biblioteca com uma arquitetura e mosaicos muito bem conservados. Tem livros do séc. XIX e XX até 1985, inclusive tem vários manuscritos medievais guardados. Ah, vale dizer que tem "wifi" hahaha! O acesso a biblioteca é gratuito e todos podem visitar.




Outros pontos turísticos nas redondezas são: 

Musee des Beaux-Arts - um pequeno museu de belas artes de Reims. Fica bem nessa região ao redor da Catedral Notre Dame. 

Opéra Reims - para os amantes de música é uma parada obrigatória.

Église Saint Jacques - pequena igreja com belos vitrais. Tem estilos góticos com barroco, mas os vitrais e órgãos de tubos são os principais atrativos dessa igreja. 

[No fim do post tem um mapa completo sobre os pontos turísticos de Reims]
Almoçamos no Café Brasserie Le Cardinal. Um restaurante localizado bem atrás da Catedral Notre Dame, tendo uma vista bastante bonita e privilegiada.




A comida é excelente! O menu é bastante tradicional, sua decoração é um charme e o atendimento nota dez. Nosso "formule" escolhido teve como entrada uma salada e como prato principal salmão com ervas e arroz ( gente, aqui foi o ÚNICO lugar de toda França que encontramos arroz).


Na sobremesa: um delicioso crème brûlée. Que por sinal estava D-I-V-I-N-O ! 



As principais atrações de Reims são as caves de Champagne. Por aqui estão as principais e famosas Veuve Clicquot, Moet Chandon, Mumm, Taittinger, Pommery, Piper-Heidseick, entre outras. Todas tem visitas guiadas e degustações, a maioria dura em torno de duas horas e são agendadas.


A tarde visitamos a Veuve Clicquot. Só tínhamos tempo para uma visita, então escolhemos nosso preferido. Nossas reservas foram agendadas por email antes de chegarmos em Reims (lembrando que o tour é somente com hora marcada). Póxima semana tem post completíssimo contando todos os detalhes dessa visita!



Já de inicio temos que elogiar muito a todos da Veuve Clicquot, pois formos muito bem recebidas e todos eram extremamentes gentis e educados. Para quem não fala muito francês, não se preocupem pois eles falam muito bem inglês. Antes do tour, formos convidadas a conhecer a loja e produtos da Veuve Clicquot. Para os amantes de champagne, aquilo lá é um paraíso! Dá vontade de levar toda a loja na mala.. hahaha!







Nosso tour estava agendado e foi pontualmente iniciado às 15h. No inicio ouvimos um pequeno resumo da história da Veuve Clicquot, que pertencia a família Clicquot mas somente depois da morte de François Clicquot foi erguia por sua viúva Madame Barbe-Nicole Clicquot Ponsardin. A famosa Viúva Clicquot que foi a verdadeira responsável por todo essa potência que é hoje! Imaginem na época uma mulher a frente de tudo isso.. Eita, nós mulheres não somos nada de sexo frágil. hahahah! #prontofalei 

A famosa Viúva Clicquot
Em seguida, formos as tão famosas caves, do qual tivemos a honra de ter uma aula sobre como ocorre o processo do champagne e como a Madame Clicquot teve destaque entre os demais, se tornando pioneira do champagne. Afinal, foi ela que descobriu a forma de como deixar sempre o champagne borbulhando e ter uma cor mais clara que os demais vinhos espumantes.



Ahh.. Lembrando que não é permitido tirar fotos com flashs e fazer gravações. No fim, formos para a degustação, A MELHOR PARTEEE!! hahaha.. O valor do tour foi de 50 euros com degustação, mas se você não bebe e quer fazer o tour apenas para conhecer pode pagar 30 euros sem a degustação, mas se quiser apenas conhecer a loja pode ir que não é cobrado nada. Quer saber mais? Próxima semana vai ter todos os detalhes da nossa visita a Veuve Clicquot. 


Veuve Clicquot
1, place des Droits de l'Homme
E-mail: visitscenter@veuve-clicquot.fr


Outros pontos turísticos ficam distantes do "centro" de Reims que não é possível chegar andando. Vá de táxi ou transporte público para turistar. Vale a pena turistar, se você tiver oportunidade de ir não deixe de conhecer. Vejamos quais são:

Hôtel de Ville de Reims - nada mais é que a Prefeitura de Reimsuma construção arquitetônica muito bonita. Sua construção iniciou em 1627 e foi concluída no séc. XIX. 

La Porte de Mars: a Porta de Marte foi uma homenagem a Marte, deus romano de guerra. Dados afirmam que fora construído no início do séc. III. A construção histórica são vestígios de um fórum romano, os quatro arcos monumentais foram construídos para ser a entrada da cidade.


Basilique Saint-Remi - A basílica de Saint Remi é emocionante. Seu estilo românico gótico faz essa igreja ser uma das mais bonitas da França. Apesar de não ficar na região central, ela se destaca por também ter coroado vários e vários reis da França. Essa antiga igreja foi nomeado em homenagem ao bispo Remígio, que batizou Clóvis e seus 3000 guerreiros francos em 498. Vale destacar, o lustre com estilo do século 12 que possui 96 velas, referentes uma para cada ano da vida de St Rémi e onde seu túmulo está. 





Musée Saint-Remi - Esse museu conta a história de Reims da pré-história até época do renascimento. Vale a pena visitar!

Voltando a região central de Reims. Nas redondezas da Catedral Notre Dame tem várias lojinhas de vinhos, souvernirs, restaurantes, etc. Não deixe de vir a Reims sem experimentar uma das suas especialidades que é o biscoito de champagneSua cor é rosa e é usado para comer molhando no champagneÉ tradição vir a Reims e experimentar! Hum.. Chic hein?! A Loja Maison Fossier é uma loja bastante tradicional de Reims com mais de 150 anos. Biscoitos e kits são vendidos em média de 3 a 5 euros.


Se você quiser comprar vinhos e champagne nessas lojinhas, aproveite pois tem várias lojas especializadas. Uma das que eu mais gostei e comprei foi a Le Parvis, pois formos muito bem atendidas pela Antonela, uma portuguesa que nos deu várias dicas.


"Biscuits Roses" em Reims só combina se for com champagne! rs.. 


Assim finalizamos o nosso "bate e volta" de Paris à Reims. Espero que tenham gostado <3 É uma cidade linda e que vale a pena turistar!


Olha um mapinha com os pontos turísticos especialmente para vocês:

30 comentários:

  1. Adorei esse roteiro! Não conheço Reims, mas fiquei com vontade.
    Parabéns pelo blog. Abraço, Lucas.

    ResponderExcluir
  2. Amei, já está na minha lista para o próximo passeio. Obrigada por essas dicas maravilhosas. ��

    ResponderExcluir
  3. Acabou de entrar para minha lista de cidades a visitar. Não sabia que o deslocamento até lá, era tão simples.
    Adorei a dica!
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Depois que vi o seu post sobre a Catedral me encantei pela cidade, quero muito conhecer numa próxima vez, obrigada pelas dicas!

    ResponderExcluir
  5. Olà!
    Reims realmente é uma cidade que vale a pena visitar, mas eu nao faria um bate e volta! Muita correria! E' muito bonitinha! Mas eu descartaria a bolacha Champagne (trauma de infância)
    rs

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post! Não conheço a terra do champagne, mas fiquei com vontade. As fotos estão bem legais tb. Bj

    ResponderExcluir
  7. Um "copo" cheio para quem gosta de Champagne. Não conhecia nada sobre a cidade. Mas seu post trouxe bastante informação. Quem sabe na minha próxima visita a Europa não dê pra encaixar no roteiro! Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  8. Nossa, só assim para ver como ainda tem lugares que quero conhecer na França. Não sabia nada sobre Reims e fiquei curiosa. Também é a terra do champagne. :)

    ResponderExcluir
  9. Reims parece ser incrível e com tanta história. Adorei as dicas sobre a visita à Veuve Clicquot. Acho que ia mesmo perder a cabeça lá ;)

    ResponderExcluir
  10. Que delícia de cidade! Cheia de história e sem falar no champagne que deve ser de outro mundo. Adorei conhecer um pouco mais dessa cidade aqui, na proxima viagem à FRança vou tentar dar uma esticada por lá.

    ResponderExcluir
  11. Que viagem linda! Fiquei fascinada com essas fotos das igrejas... que charme de cidade... um sonho!

    ResponderExcluir
  12. Sou louca por vinho (sobre os benefícios de morar no Chile ahhaha) e champagne é meio difícil de encontrar por aqui... mas já sei que quando for pra França TENHO QUE conhecer Reims! Esperando o post da visita ;)

    ResponderExcluir
  13. Adorei esse post. Reims foi uma das poucas cidades que conheci da França além de Paris e Strassbourg. A catedral da cidade é linda mas a melhor parte da visita é sem dúvida as caves de Champagne. Saudades

    ResponderExcluir
  14. Adorei esse post. Reims foi uma das poucas cidades que conheci da França além de Paris e Strassbourg. A catedral da cidade é linda mas a melhor parte da visita é sem dúvida as caves de Champagne. Saudades

    ResponderExcluir
  15. Nossa Keul que post mais completo! Sempre muito cuidadosa com as informações que passa, obrigada por compartilhar! Ah, as fotos ficaram demais!

    ResponderExcluir
  16. Entrar no seu blog e ver um post sobre Reims. Quem apostaria que brasileiros conheceriam Reims, a capital do Champagne? E como um francês conhecer a capital da cachaça em MG :-). Estudei sobre Reims como milhares franceses e se nunca fui para beber Champagne, seus monumentos arquiteturais são liiiiindos

    ResponderExcluir
  17. Tenho que conhecer Reimns quando for a França!
    Sou apaixonada por vinhos e espumantes. Parabéns pelo post rico em detalhes, gostoso de ler e de ver. As fotos estão lindas! Abraços.

    ResponderExcluir
  18. Pensa em um post sofisticado? nanann esse hehe.. adoro champagne, adorei o post iria voltar pobre com as comprinhas haha.. ótima dica, vale super a pena visita. Obg por compartilhar bjss

    ResponderExcluir
  19. Adorei seu post. Sempre ouvi falar de Remis e pensava em programa unico a visita das Champanhes, mas você mostrou que a cidade tem muito mais. Parabéns!

    ResponderExcluir
  20. Amei a dica. Ainda não tinha ouvido falar dessa cidade tão pertinho de Paris e a terra da Veuve Clicquot. Deve ser enlouquecedor ir na lojinha deles, tudo bem mais barato que no Brasil, ne? Ia querer trazer várias.
    Achei lindissimas as igrejas tb, adoro passeios que unimos o util ao agradável. beijao

    ResponderExcluir
  21. Não conheço Reims e nunca tinha ouvido falar, fiquei encantada e surpresa com esse tour da Champagne... Quero ir agora :D hehhe! Parabéns pelo post! Bjoo

    ResponderExcluir
  22. Que bacana esse post! A cidade de Reims é encantadora e com certeza merece ser visitada, ainda mais tendo a facilidade do trem de alta velocidade. Obrigado por compartilhar suas dicas!

    ResponderExcluir
  23. Que post maravilhosooo!!! Não sabia de nada disso sobre Reims e agora estou me coçando pra ir!!! Amei as dicas, bem completo!

    ResponderExcluir
  24. Amo apreciar um bom Champagne e Reims é uma das cidades que tenho muita vontade de conhecer. Deve ser um lugar lindo!

    ResponderExcluir
  25. Esse post caiu como uma luva pra mim, já que vou pra Paris em setembro e tava procurando algumas cidades próximas pra visitar! Ameeei!!

    ResponderExcluir
  26. Amo apreciar um bom Champagne e Reims é uma das cidades que tenho muita vontade de conhecer. Deve ser um lugar lindo!

    ResponderExcluir
  27. Que cidade mais gracinha! Adoro cidades com catedrais belíssimas e umas construções também lindas...Quando fui a Paris, acabei não tendo tempo para ir muito longe, mas anotei aqui para passar por lá na próxima!!

    ResponderExcluir
  28. Que graça de cidade! Não sabia que era tão pertinho assim de Paris!! Trouxe muita coisa da Veuve Clicquot? eu iria me fazer nessa degustação!! hahaha também é a minha preferia!

    ResponderExcluir
  29. Só pelo passado historico de coração de reis franceses já me encantei, sendo a capital do champagne então? Ai ai, mais uma cidade pra lista de visitas futuras rs
    Muito interessante a parte histórica da Segunda Guerra Mundial.

    ResponderExcluir
  30. Sou simplesmente apaixonada por essas catedrais francesas, mais bonita que a de Reims, só a de Rouen, apesar de as duas terem sua beleza peculiar. obrigada por compartilhar tão boas dicas da minha amada França. Au revoir!

    ResponderExcluir